terça-feira, 13 de outubro de 2009

cereja por cereja...


Eu olho algumas imagens do passado e fico relembrando um eu que já não existe.
Teimei muitas vezes que eu ainda estava lá, embaixo de tanta gordura, escondida,
mas na verdade isso não passa de uma ilusão, porque a cada kilo ganho, um pouco do meu eu passado morria e também porque aquele eu passado foi quem me trouxe até aqui aos 111 kg. Isso são os anos, e a vida progredindo... e engordar, envelhecer, também são uma progressão um fator da vida uma realidade nem sempre aceita como verdade.
E então que desde que eu passei a ver o eu real, o eu de agora, comecei a dialogar com essa realidade e a verificar onde estavam as raízes dessa história.
Não foi muito legal a descoberta que fiz...
é um resumo de ópera bem contundente e muito severo em relação ás relações.
Quebrei esse espelho, não quero mais ver.
De agora em diante, um passo de cada vez rumo ao futuro.

Se eu me concentrar no que eu quero,
quem sabe eu pare de amar o outro antes de amar a mim mesma.

Novos (e melhores) espelhos virão.

2 comentários:

Mademoiselle Ѽ disse...

Bonjour!
Nossa que honra receber uma visita assim tão ilustre, eu amo cereja,rrsrs

Obrigada pela visita, tb vou acompanhar seu lindo blog é sempre bom fazer amizades interessantes e continuar na luta com ajuda pq sozinhos não conseguimos nada. Obrigadíssima mais uma vez e ótima terça-feira light.

bjs!!!

Sirlei Valéria disse...

Olá Cereja ... vim retribuir sua visitinha e já estou te acompanhando.
Já me senti assim inumeras vezes, mas posso te dizer com toda certeza, que essa fase estranha vai passar...
Ainda existe um pedaço da verdadeira Cereja que está ai querendo sair, pedindo socorro.
Liberte-a, deixe-a resurgir!
Sempre digo que pra tudo nesta vida tem solução, exceto pra morte. Então enquanto vc respirar, lute contra isso que está a sufocando...
Você pode emagrecer sim! Apenas deseje com toda a sua força, se ame mais e jamais desista de si mesma!
Tenha uma ótima tarde, beijokas